As misturas asfálticas utilizadas em pavimentação podem ser classificadas de acordo com a temperatura empregada em sua usinagem, sendo dividida basicamente em três tipos: misturas a quente, misturas mornas e misturas a frio.


As misturas a quente são as mais utilizadas em pavimentação e utilizam agregados minerais e ligante asfáltico aquecidos, sendo esta mistura realizada em níveis elevados de temperatura, entre 150 a 185°C.

As misturas mornas são preparadas em temperaturas intermediárias às misturas a quente e a frio, diminuindo o aquecimento dos agregados durante a usinagem. Atualmente existem diversas tecnologias para produção de misturas mornas, entre elas: a utilização de tensoativos químicos, utilização de ceras parafínicas e usinas para mistura com asfalto-espuma.

Já as misturas a frio são fabricadas em temperatura ambiente com emulsões asfálticas sem aquecimento dos agregados minerais. As vantagens da técnica de misturas a frio estão ligadas principalmente ao uso de equipamentos mais simples, trabalhabilidade à temperatura ambiente, boa adesividade com quase todos os tipos de agregado britado, possibilidade de estocagem e flexibilidade elevada.